Memorial Empresarial

Na década de 60, Joinville deixou de ter apenas uma empresa de transporte coletivo urbano. A partir daí, José Loureiro, sócio da empresa Transtusa (que teve início em 1966) começou a fazer o transporte para as localidades do alto da Rua XV de Novembro e, posteriormente, para o Salão Reiss. Claudionor Pereira foi o primeiro motorista e Valdenir Rosa o primeiro cobrador.

Logo após, a empresa, então batizada GIDION, devido às convicções religiosas de José Loureiro, abriu mais duas linhas, para Comasa do Costa e Silva e rua São Paulo. Em 1971, processa-se uma separação das atividades, ficando a família Harger com a Transtusa, enquanto Loureiro deixa definitivamente a Transtusa e passa a se dedicar à Gidion, instalando-se num terreno localizado na rua São Paulo nº 1209. A empresa contava nesta época com 23 carros, e passou a atuar exclusivamente na zona sul da cidade.

Nesta época todo trabalho era difícil, até a manutenção de todos os veículos, pois o piso do pátio das antigas instalações era de chão batido, prejudicando as tarefas dos funcionários. Comprar novos carros era outra dificuldade, já que, os preços eram proibitivos e os valores das passagens muito abaixo da realidade de mercado. Por isto, era costumeiro adquirir ônibus de segunda-mão em cidades de maior porte, como São Paulo. Quando a situação se mostrava favorável, era adquirido um carro novo por ano.

Uma nova época começou a ser vivida pela Gidion a partir de 1978, quando a nova diretoria, representada pelos Srs. Antenor Bogo, Emendino Roza e Moacir Bogo, assumiu a empresa. A situação na época era a seguinte: dos 65 ônibus da empresa 55 estavam rodando precariamente, enquanto os outros 10 estavam sem condições de uso. Logo foram adquiridos 10 carros novos para dar melhores condições de operação da frota. Para manter a manutenção também foram comprados 21 motores, 12 toneladas de molas e outros componentes para evitar paralisar algum carro por muito tempo. Em 1981 a Gidion se mudou para suas atuais e modernas instalações na rua Copacabana.

A década de 90 foi um marco para o desenvolvimento do transporte coletivo urbano de Joinville e a Gidion esteve presente em todos os esforços para modernizar os serviços, oferecer ônibus de qualidade, conforto e segurança aos passageiros. Na virada do milênio vieram, as estações da Cidadania, os novos veículos, a implantação de serviços diferenciados como o Pega-Fácil, Vizinhança e o Transporte Eficiente, a substituição de abrigos de ônibus, ampliação das faixas exclusivas para ônibus e a bilhetagem automática implantada em 2001 e gerenciada pela Passebus, foram ações que melhoraram a oferta do serviço de transporte urbano de Joinville.

Paralelo ao processo de modernização de frota, dos serviços de transporte e sistema de bilhetagem automática, a Gidion desenvolveu programas de valorização profissional, visando capacitar e motivar os seus profissionais para a prestação de serviços de qualidade e responsabilidade com o bem-estar dos usuários do transporte. Todas estas ações embasaram e justificaram o reconhecimento da Gidion, atualmente empresa referência no cenário nacional do segmento de transportes.

A História do Transporte em Joinville

Poucos serviços possuem uma ligação tão estreita com a comunidade como o transporte coletivo urbano. Ele é o agente que dá suporte ao crescimento de uma cidade. Permite, quando bem planejado, induzir e direcionar a expansão ordenada da área urbana. Sem planejamento na ocupação do solo, o transporte coletivo se torna escravo de interesses específicos, que acabam comprometendo e onerando todo o sistema. O transporte coletivo, independente de ser privado ou não, tem, ainda, um forte apelo social.

Mesmo perseguindo o lucro, sua operação deve ter em vista a cidade como um todo, não fazendo distinção entre linhas rentáveis e deficitárias. Com isso, o empresário do transporte coletivo acaba se envolvendo com entidades representativas, inserindo-se na comunidade de uma forma muito intensa. Com o objetivo de contribuir no volume de informações históricas sobre nossa cidade e esperando também homenagear o pioneirismo, a persistência e o denodo dos homens que fizeram e continuam fazendo o transporte em Joinville, idealizamos este trabalho.

Números de Transporte de Joinville

Números e indicadores que compõem os custos da tarifa de ônibus

Saiba mais
TransNotícias

A Gidion se preocupa em manter seus colaboradores informados das suas ações e do seu desenvolvimento

Saiba mais